2000 Anos do Mito Cristão - Razões da Despublicação PDF Imprimir E-mail

Mário Porto

Em 2000, movido pela ansiedade de publicar pesquisas sobre Jesus Histórico, não disponíveis em português, iniciei uma série de artigos que tinham como base o livro Who Wrote the New Testament? The Making of the Christian Myth - de Burton L. Mack, Edição da HarperSanFrancisco de 1996.

A decisão de seguir o roteiro do livro do Prof. Mack, sem que isto consistisse em uma tradução não autorizada, foi claramente expressa na introdução e na nota da Parte 1. A idéia era dividir o trabalho em 13 partes das quais apenas 6 foram publicadas, sendo a Parte 1 em janeiro de 2000 e a Parte 6 em julho de 2001.

Neste momento (julho de 2001) e a partir do anúncio da publicação do livro citado no Brasil, interrompemos a série na Parte 6. Apesar de que afinal parece que este livro ainda não foi publicado em português.

Reproduzo abaixo esta Introdução e a nota 1 da Parte 1:

Parece uma pretensão, após 2.000 da fundação do cristianismo, que um simples responsável por uma página não muito conhecida na internet brasileira, sem sequer ser um especialista renomado em história das religiões, ouse escrever um artigo caracterizando o movimento cristão, com toda a sua pompa, história e riqueza, como oriundo de um bem articulado mito. Porém, o estudo dos primeiros movimentos cristãos está hoje recebendo muita atenção dos especialistas e existe muito material moderno desvendando esse passado, tão importante para o mundo ocidental.

Tudo que sei, foi aprendido nas obras desses brilhantes "schollars" e apenas transponho aqui, em nosso idioma, algumas dessas conclusões. Não considero nada como de minha autoria, coloco em português as pesquisas que li, estudei e que considero sérias. Entre várias obras, duas, basicamente, me orientaram: Who Wrote the Bible? - de Richard Elliot Friedman e Who Wrote the New Testament? The Making of the Christian Myth - de Burton L. Mack. O roteiro deste trabalho é baseado na obra do prof. Mack e estamos seguindo qualitativa e quantitativamente a mesma seqüência que Mack deu ao seu livro. No entanto, isso não significa aderência integral à tese desenvolvida por Mack, principalmente, no aspecto quanto a estes movimentos serem oriundos de uma fonte ou fundador que seria um Jesus existente nos moldes dos Evangelhos de citações, Q e Tomé. Veremos isso em detalhes no tópico que trata dos movimentos de Jesus.

NOTAS:

Nota 1: Embora esse texto não seja tradução do livro de Burton L. Mark, com cuja tese principal quanto aos movimentos de Jesus não tenho inteira concordância, são encontradas muitas referências textuais com alguns parágrafos, pelo seu tamanho, ultrapassando o conceito de um simples "review book quote". Isto está relacionado com a explicação apresentada no primeiro parágrafo do artigo quanto a ansiedade de disponibilizar esses conhecimentos em português. Embora não possa ser caracterizada uma tradução não-autorizada, estou consciente do risco com relação a questões de copyright que esta atitude encerra. Esta nota confirma a minha declaração, exposta também no início, quanto a não considerar nada como de minha autoria, coloco em português as pesquisas que li, estudei e que considero sérias.
Os "quotes" foram retirados do original, "Who Wrote the New Testament? The Making of the Christian Myth - de Burton L. Mack" HarperSanFrancisco, 1996.

Obs. Esta nota é exatamente a nota que existia no artigo desde sua publicação em janeiro de 2000, apenas a última frase foi acrescentada, recentemente, em função dos motivos que provocaram finalmente sua retirada de publicação.

No entanto, em Janeiro de 2008, decidi retirar todas as seis partes da seção Jesus Histórico da MPHP.

Esta decisão se deve a um comentário de um visitante, que ao mesmo tempo em que apontava alguns erros ortográficos e de pontuação, reclamava da falta de referências ao trabalho de Burton Mack, que ele identificava no texto.

Num primeiro momento, para verificar as alegações de erros, retiramos em caráter temporário os artigos de publicação enquanto verificávamos e corrigíamos os erros apontados e que realmente existiam. Na mesma oportunidade pretendíamos tornar ainda mais explícitas as referências a Burton Mack.

À medida que fazíamos a correção, assolou-nos uma dúvida quanto a conveniência de mantermos os artigos publicados, visto que, embora tivéssemos, claramente, demonstrado na Introdução e nas Notas que estávamos colocando em português, pesquisas realizadas em outro idioma e que a base do trabalho era Burton Mack, alguém veio, injustamente, nos acusar de cópia e colagem, o que jamais aconteceu, pois todos os “quotes” reproduzidos de Mack no artigo foram extraídos dos originais e, portanto, traduzidos, jamais houve cópia e colagem.

Os artigos estiveram publicados por 7 anos, sem que ninguém tivesse reclamado falta de referências. Neste período, eles foram acessados por milhares de internautas à cata de informações sobre Jesus Histórico. Foi objeto de inúmeras discussões, inclusive no Grupo Jesus Histórico, cujo site pode ser acessado no menu lateral da MPHP.

Por outro lado, respeitamos muito a opinião de nossos leitores e uma simples crítica, mas que põe em dúvida a seriedade do nosso trabalho é mais do que suficiente para nos forçar a retirar todo o artigo de publicação, mesmo que isto represente extrair dos leitores brasileiros a oportunidade de acompanhar as pesquisas modernas do Jesus Histórico em nosso idioma. É notória a pobreza de referências em português disponíveis para um pesquisador brasileiro. Só como exemplo, cito a pesquisa que estou empreendendo sobre Tiago, o irmão de Jesus, na qual das mais de 300 referências coletadas até agora, nem 5% estão publicadas em português.

Os brasileiros são obrigados a ler o que escrevem os articulistas da fé, que nunca levam em conta as considerações de ordem histórica. Quem não tem Burton Mack, vai de Edir Macedo. Esta é a sina. Aliás, recentemente, publicamos uma resenha do livro de Burton Mack, citado acima. 

Aqueles que desejarem estudar o artigo (as seis partes) ele está disponível, em um só arquivo (2000 Anos do Mito Cristão) para "download", mas não os publicaremos mais na MPHP com acesso livre para qualquer visitante.

Espero que nossos visitantes, interessados no estudo do Jesus Histórico, compreendam nossa decisão. Continuaremos produzindo dentro de nossas possibilidades material em português.

Trackback(0)
Comentarios (3)add
...
escrito por José Luis Sotomaior Karam , 12 novembro 2009
Mário:

Achei extraordinário teu trabalho e lamentei sua interrupção, especialmente porque, até hoje, não consegui ler o livro do Burton Mack.

Sempre fui curioso em saber como e quando, realmente, foram escritos os livros do NT. Gostaria muitíssimo saber, por exemplo, como a ceia mitraica foi parar nos evangelhos (na realidade, primeiro nas epístolas de São Paulo, a meu ver o "compilador" do mito de Jesus). Compilador no sentido de que alguém (ele ou outro) deve ter reunido os mitos da época em torno de uma só figura.

Outra questão que sempre me preocupou foi entender qual texto (ou história oral) deu início efetivo ao cristianismo.

Meus parabéns pelo seu trabalho, pela sua dedicação e, sem dúvida, pela sua honestidade!

José Luis Sotomaior Karam
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
Fiz o download
escrito por Kleber Garcia Campos , 20 fevereiro 2012
Prezado Mário Porto

quando você disponibioizou seu trabalho na Internet eu logo me interessei por ele. Sou pesquisador do assunto e pretendo, futuramente, lançar um trabalho de visão mais abrangente e muito necessário em língua portuguesa. Tenho adquirido muitas obras pela
Amazon sobre esse intrigante tema e leio-as todas. Serão minhas referências bibliográficas. Hoje, resolvi reler seu trabalho (incompleto) e vi o quanto pensadores brasileiros precisam dele. De qualquer forma, obrigado por ter disponibilizado aquela parte na época e não pretendo deletar tão cedo o que tenho em mãos.Parabéns pelo trabalho e por suas boas intenções.

Abraço fraterno do
Kleber
(todo pensador sério é meu irmão)
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
Agradecimento ao Kleber
escrito por Mario Porto , 07 março 2012
Kleber
Agradeço o seu comentário e em função da importância dele vou publicar (sem mostrar o remetente) a mensagem recebida em 3 de Janeiro de 2008, no link de Pedido de Informações do site, que motivou a despublicação.

Conforme explicado no texto desse artigo, Despublicação, a reclamação quanto à falta de indicações de que a obra se baseava em Burton Mack é totalmente descabida.

----------------------------------------------------------------------

Olá. Em caráter de crítica e sugestão a determinados artigos do site,
gostaria de sugerir aos autores dos textos, ''A Igreja Primitiva'' e
''2000 anos de Mito Cristão'', que reavaliassem seus textos, pois, os
mesmos possuem inúmeros erros de ortografia, acentuação, pontuação e
concordância.

Além disso, gostaria de chamar a atenção para o fato de que não existem
referências quanto as fontes (citações e bibliografia).

Os textos, ''2000 anos do Mito Cristão'' que abordam as pesquisas
realizadas por Burton Mack, em sua obra ''O evangelho perdido e as origens
cristãs - O livro de Q'', não trazem nenhuma referência quanto a autoria
de B. Mack.

Não há referência a nenhum tipo de citação do autor, ano de publicação da
obra, editora e tradução da mesma.

Há inclusive passagens da obra de Burton Mack que foram copiadas e
''coladas'' literalmente aos textos dos ''2000 anos do mito Cristão''.

Mesmo não se tratanto de artigos acadêmicos, as fontes dos textos citados
possuem autoria acadêmica, por isso, devem ser citadas.

Devo ressaltar a importância de se referenciar uma determinada obra ou um
determinado artigo. Isso é respeito ao leitor.

report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

security image
Escreva os caracteres mostrados


busy
 
< Anterior   Seguinte >

Recomendar a MPHP

Fala para um amigo Seu nome:

Seu e-mail:

E-mail do seu amigo: