Orar, Porque? PDF Imprimir E-mail

Mário Porto

A forma como a oração é apresentada pela Igreja Universal do Reino de Deus - IURD caracteriza um Deus soberbo que apenas olha por seus súditos se estes conseguem orar com eficiência ou no jargão da própria IURD, sabem buscar a Deus.

De nada adianta a um temente a Deus levar uma vida regrada e respeitadora dos mandamentos de Deus. Se este não buscar a Deus como se dissesse; Deus aqui estou me ajuda, não receberia a menor atenção de Deus.

É estranho que um pai olhe por seus filhos apenas se estes pedirem ou manifestarem uma forma "inteligente" de demonstrar que desejam a sua presença e apoio.

Seria este o conceito que temos de um bom pai?

É também muito estranho que as orações dos pastores e bispos da Universal chamem a atenção de Deus para as mazelas que estão acometendo seus filhos solicitando então que Ele os visite e retire o mal.

Deus não é onisciente?

Para quê precisaria da lembrança que é feita nas orações?

Melhor, para que precisaria de orações se seu amor pela humanidade é infinito?

Usando as próprias palavras do evangelho vemos como estas orações são vãs e seu único intuito é estar inserido dentro da estratégia de marketing da Universal:

E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que, por muito falarem, serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes (Mt 6.7,8).

Portanto, a oração na IURD perdeu todo o sentido de um momento interior de comunhão para se transformar em mais um instrumento de seu marketing sagrado. Os atos e palavras de Jesus demonstram que ele gostava de orar em locais solitários, mas na Universal levar o crente à igreja significa aumentar a possibilidades de ofertas colocando-o frente aos constrangedores pedidos de "sacrifícios" emitidos pelos pastores, em todas as reuniões, no afã de cumprirem suas metas de arrecadação.

Neste ponto é válido colocar as observações do Frei Patrício Sciadini:

Quando achava orgulhosamente que eu poderia ser "teólogo", colocava-me uma pergunta angustiante e ao mesmo tempo soberba: "Para que serve ficar diante de Deus em silêncio, suplicando pelos problemas dos outros e meus, quando ao meu lado o mundo pega fogo, os homens passam fome, a injustiça vai aumentando e o mal avançando? Para que desperdiçar tempo precioso em "cânticos, orações, adorações" se é necessário agir, fazer algo para melhorar um pouco o mundo em que vivemos?" Estas perguntas e outras semelhantes sempre estiveram presentes e sempre existirão. Delas ninguém escapa. Mais cedo ou mais tarde, na confrontação conosco mesmos, assalta-nos a tentação da inutilidade da oração e queremos justificar tudo com o FAZER, embora defendamos a importância do SER.

É lógico que Frei Patrício conclui, posteriormente, como católico, pelo poder interior da oração como encontro amoroso com Deus e que oração não é meta, é simplesmente caminho para se chegar a Deus. No entanto, suas ponderações são bastante pertinentes e colocam a nu a inutilidade da forma de oração pregada pela Igreja Universal.

Do ponto de vista de resultados se orar valesse de alguma coisa não teríamos a inúmeras catástrofes naturais que dizimam frequentemente milhares de vidas inocentes, a grande maioria dela tementes a Deus.

Com relação à visão da IURD referente ao poder da oração não deveríamos esperar algo diferente de uma seita que promove dantescos episódios de exorcismos em seus palcos, outro tipo de oração do que aquele ridículo e patético espetáculo do bispo (Wagner Negrão) que pede, com a família no palco ie. altar, que ele e a família saiam dali mortos se suas súplicas de prosperidade para o povo da nação dos 318 não forem atendidas. Sobre esta exdrúxula entidade denominada nação dos 318 leia o artigo com link abaixo: Templo Maior, Farsa Ainda Maior.

É oportuno trancrever uma citação de Somerset Maugham que, brilhantemente como sempre, abordou esta questão da louvação a Deus.

E' curioso notar, pelos documentos em que se baseiam as grandes religiões do mundo, o quanto as sucessivas gerações leram ali mais do que estava escrito. Seus ensinamentos, seu exemplo, criaram um ideal maior. Nós, na maioria, ficamos embaraçados quando alguém nos faz rasgados elogios. E' estranho oue um devoto possa pensar que Deus se sente satisfeito quando é servilmente louvado. Quando eu era jovem, tinha um amigo mais velho que seguidamente me convidava para passar alguns dias em sua casa de campo. Era devoto e todas as manhãs ha orações para os moradores reunidos. Mas havia riscado a lápis todas as passagens do Livro de Orações que louvavam a Deus. Dizia que não havia nada mais vulgar do que louvar as pessoas à queima-roupa e ele, como gentleman, não podia acreditar que Deus fosse tão pouco gentleman para gostar disso. Na época, a coisa me pareceu uma excentricidade. Creio agora que o meu amigo demonstrava muito bom-senso.

Os homens são apaixonados, os homens são fracos, os homens são estúpidos, os homens são dignos de compaixão; descarregar sobre eles algo tão tremendo como a cólera de Deus parece estranhamente inepto. Não é muito difícil perdoar os pecados dos outros. Quando nos colocamos na sua pele, é geralmente fácil ver o que os levou a fazer coisas que não deveriam ter feito e podem-se encontrar desculpas para eles. Há um natural instinto de cólera que impulsiona à vingança quando é praticado algum mal, e é difícil, no que nos concerne, tomar uma atitude de desprendimento; mas um pouco de reflexão nos permite considerar de fora a situação, e, com a prática, não é mais difícil perdoar o mal oue fazem à gente do que a qualquer outro. E' muito mais difícil perdoar a outrem o mal que lhe fizemos; isso requer um singular poder de espírito.

Cada artista deseja que acreditem nele, mas não fica zangado com os que não aceitam a mensagem que ele oferece. Deus não é assim tão razoável. Anseia tão urgentemente ser acredi­tado que é de pensar que ele necessita da nossa crença para assegurar-se da sua própria existência. Promete recompensas aos que crêem nele e ameaça com horríveis castigos aos que não crêem. Não posso acreditar num Deus que é menos tolerante do que eu. Não posso acreditar num Deus que não tem nem humor nem senso comum.

Como sempre Maugham foi extremamente certeiro em suas observações.


Leia também sobre o mesmo tema: Sobre As Categorias Universais: Relevantes Aspectos Observados na Igreja Universal do Reino de Deus.

Leia igualmente Templo Maior, Farsa Ainda Maior

Trackback(0)
Comentarios (11)add
Não prendeu muita atenção
escrito por zelma lisboa , 19 outubro 2007
Não li muito bem essa materia pois não prendeu muita atenção por falar coisas claras que nada tem a ver com o fato, mas exite a diferença entre o clamor e a oração, vc sabe qual?
deus te abenço e te dê sabedoria
report abuse
vote down
vote up
Votes: -2
criticas nao
escrito por neuza , 09 abril 2008
nao pertenco a igreja universal no entanto nao gostei do comentario
pelo entrei nesta pagna procurando uma resposta
report abuse
vote down
vote up
Votes: -2
os olhos
escrito por lorival , 31 maio 2008
são os olhos a lãmpada do seu corpo. cuidado!!! Deus não V como o homem etc...
report abuse
vote down
vote up
Votes: -2
...
escrito por Chacon , 18 outubro 2008
Impressionante a quantidade de 'talibãs' cristãos que existem nesse país. Dá vergonha. Lendo estas mensagens fico contente por ser livre de religião, livre de deus ou deuses, livre de "pecados" ou seja lá o que se quer dizer com isso (Aos crentes, poupem-se de tentar dizer o que seja isto a mim ou a um ser pensante livre). Cegos e acorrentados, vivem na caverna de platão vendo seres monstruosos e gigantes,terríveis; num lugar onde só existem sombras a ser vistas.
report abuse
vote down
vote up
Votes: -1
respeito
escrito por 109 , 30 setembro 2009
vc que se diz "livre" , chamando de cegos e acorrentados , as pessoas que não pensam como vc, mas é vc que esta acorrentado ao seu preconceito e intolerancia...vc deve realmente se julgar um ser superior , ja que afirma com certeza absoluta ..não existir Deus , inferno ou coisas parecidas , assunto pelo qual nem a ciência chegou a conclusão alguma , mas vc ja descobriu tudo , parabens...
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
...
escrito por ori , 07 outubro 2009
a palavra de deus diz assim:Eles,porém,ouvindo, se enfureceram e queriam matá-los....
agora,vos digo:dai de mão a estes homens,deixai-os:porque,se este conselho ou esta obra vem de homens,perecerá;mas ,se é de Deus,não podereis destrui-los,para que não sejais,porventura,achados lutando contra Deus....(atos cap.5 versc.33 até 39)
portanto amigo não perca tempo criticando mas sim use o seu tempo salvando os que estão perdidos. um abraço.


report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
Oração, pura inutilidade!
escrito por Milson , 26 abril 2011
Parece que quanto mais as pessoas oram, mais os problemas aumentam. A exemplo disso: a criminalidade, a falta de amor entre as pessoas, a corrupção, a violência em geral.
Será que não é hora de se parar para pensar? Eu já parei. Não vou insistir em uma coisa na qual não vejo resultado algum. Conheço pessoas que entraram nessas igrejas com o intuito obterem cura para as suas deficiências e nunca foram curadas. Mas não pensem que se afastaram da igreja por causa disso... o sistema é terrível (não digo diabólico porque também não acredito que o diabo exista), os líderes da igreja são astutos, eles conseguem fazer a cabeças das pessoas para que, mesmo não sendo curadas das suas próprias enfermidades, trabalhem para que outras pessoas sejam atraídas para a igreja. Tenho um vizinho que perdeu a visão de um dos seus olhos e já frequenta uma dessas igrejas já há algum tempo, mas apesar de continuar cego de um olho, é obreiro da igreja e consegue enganar muitas outras pessoas (cegas ou não).
A minha pergunta é: se Deus não consegue curar um olho sequer, como poderia curar pessoas cegas dos dois?
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
Milson
escrito por Baltazar santana , 30 abril 2011
Caro Milson, você é impagável! Parabéns! Belo texto

report abuse
vote down
vote up
Votes: +1
...
escrito por Milson , 07 maio 2011
Já vivi algumas primaveras e, confesso, nunca vi um milagre acontecer.

Outro dia, uma amigo meu, frequentador fanático de uma dessas igrejas que vendem milagres, estava alardeando aos quatro ventos que uma mulher havia morrido e, "em seguida", havia sido ressuscitada, por intermédio da oração do pastor.

Este seria realmente um fato extraordinário, não fosse a pequena expressão que ale próprio falou - "em seguida.

Acho que meu amigo nunca ouviu falar em "desmaios".

Podem ter certeza, amigos, se aquela mulher tivesse de fato morrido, hoje seus parentes estariam lamentando a sua fala.

Por que não existem milagres de ressuscitação de corpos em estado de decomposição? Seria essa uma limitação para o poder de deus?

Não venham me citar o caso de Lázaro, já que este fato é narrado na Bíblia. E as muitas contradições encontradas na Bíblia não corroboram a sua autenticidade.

Na ausência de provas, todos os casos de milagres de ressuscitação, pelo menos para mim, não passam de "conversas de comadres".
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
PURA PERCA DE TEMPO
escrito por Milson , 22 maio 2011
Os próprios líderes reliosos mostram a ineficácia da oração.

Vamos começar pelo papa, que não dispensa o uso daquele carro com aquela blindagem de vidro. Por acaso não bastaria rezar para nada de mau lhe acontecesse?

E quanto aos pastores? Bom, estes são um caso à parte, digno de rizadas.

Um deles, muito "adorado" (e muito bem pago também)aqui, na região onde moro, so anda acompanhado por fortes seguranças, e sua casa é equipada com câmeras e cercada por todos os lados co cerca eletrificada. Por acaso a Bíblia não diz, no salmo 127.1, "Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela"?

E os cristãos em geral, quando têm uma doença um pouco mais grave, poder até perder um puquinho de tempo com orações, mas, por via das dúvidas, vão buscar de verdade a ajuda da medicina para tratamento, e é sempre nela que obtêm a cura.







report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
...
escrito por Elmo Dórea , 30 junho 2016
Oração e placebo poderiam ser sinônimos.
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

security image
Escreva os caracteres mostrados


busy
 
< Anterior

Recomendar a MPHP

Fala para um amigo Seu nome:

Seu e-mail:

E-mail do seu amigo: