Gardner, James, Biocosm PDF Imprimir E-mail

Mário Porto 

A tese do Selfish Biocosm (Biocosmo Egoísta), apresentada pela primeira vez para a comunidade científica no Congresso Internacional de Astronáutica, no Rio-Centro, Rio de Janeiro em outubro de 2000, é o objeto deste primeiro livro de James Gardner.

Biocosm_bookEle vislumbra um estado final para o cosmos no qual uma forma muito evoluída de inteligência social - uma comunidade cósmica - reorganiza os patrimônios de massa e energia herdados da Grande Explosão e cria uma renovação cósmica: o nascimento de um novo universo bebê (baby universe) estabelecidos com a mesma propensão à vida que o nosso cosmos desfruta.

Gardner, a partir dos questionamentos gerados pelo Principio Antrópico e da tese do astrofísico Lee Smolin lançada em seu livro "The Life of the Cosmos" desenvolveu em "Biocosm" uma nova interpretação sugerida em sua teoria do "Selfish Biocosm" afirmando que a qualidade "life-friendly" nas leis físicas que dominam nosso cosmos é uma conseqüência causal e plenamente natural do fato de que vidas e inteligências altamente evoluídas constituírem-se na realidade na máquina duplicadora que é responsável pela replicação e recriação de universos como o nosso. Nitidamente em contraste com a interpretação tradicional para as coincidências envolvendo os valores das constantes do universo cujo favorecimento para o aparecimento da vida seriam consideradas uma restrição seletiva nos universos capazes de produzir vida e inteligência.

Em sua teoria Gardner usa o raciocínio demonstrado por John von Newmann em 1948 segundo o qual qualquer objeto que exerça a auto-reprodução seja ele um homem, um rato ou um universo bebê (baby universe) precisa possuir quatro componentes fundamentais:

  • 1. Um Plano que preveja a construção da prole
  • 2. Uma Fábrica para desenvolver a produção
  • 3. Um Controlador para assegurar-se de que os planos são cumpridos
  • 4. Uma Máquina Duplicadora, para transmitir a cópia dos planos para a prole.

Embora Gardner não refute inteiramente a tese de Lee Smolin que preconiza que os "baby universes" são gerados na fronteira interior dos buracos negros ele argumenta que a tese de Smolin carece dos dois últimos componentes listados acima, além do que, conforme afirmam outros astrônomos, nosso universo não está ajustado para a maximização da produção de buracos negros.

Em seguida Garner parte para a questão se a hipótese do Cosmo Egoísta é testável, pois em caso contrário estaria no ramo da filosofia e não da ciência. O livro descreve quatro possíveis hipóteses para o teste da teoria:

  • As previsões do SETI (Search For ExtraTerrestrial Intelligence)
  • A convergência animal na direção da consciência em espécies não-primatas
  • A evolução da vida artificial
  • A emergência de uma inteligência transhumana.

Você não concordar com tudo neste livro mas garanto que você será desafiado a reavaliar suas idéias básicas sobre o Universo, teologia e a vida propriamente. Sem esquecer que para nós brasileiros a tese do Selfish Biocosm tem um aspecto especial, pois foi apresentada pela primeira vez no Congresso Internacional de Astronáutica realizado no Brasil. James Gardner é um conceituado teórico e pesquisador na teoria da complexidade e escreve regularmente em revistas e jornais científicos. Especialmente este livro Biocosm foi selecionado entre os dez melhores livros de ciência pelos editores da Amazon.com em 2003. Embora com formação em filosofia e biologia a principal formação de Gardner foi no Direito, sendo sócio da firma Gardner&Gardner e  tendo servido na secretarias de juízes da Corte de Apelação Norte-americana e da Suprema Corte. Foi também Senador pelo Estado de Oregon.

O livro ainda não tem tradução em português.

Trackback(0)
Comentarios (0)add
Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

security image
Escreva os caracteres mostrados


busy
 
< Anterior   Seguinte >

Recomendar a MPHP

Fala para um amigo Seu nome:

Seu e-mail:

E-mail do seu amigo: