O Filho do Pecado, F.H De Marchi PDF Imprimir E-mail
Quem iniciar a leitura deste livro pensando ser uma trama de ficção cientifica, por sinal bem elaborada, vai se enganar redondamente. O objetivo é uma discussão teológica cristã tendo como pano de fundo a ficção científica, bem imaginada, pois baseada no desenvolvimento inexorável do tripé GNR (Genética, Nanotecnologia, Robótica), conforme preconizado pelo laureado cientista Ray Kurzweil, em seu livro "The Singularity is Near", para o qual também tenho uma resenha aqui na Amazon.
 
No começo da trama, principalmente no capítulo Davi x Otach, achei como alguns comentários apontam, que as discussões teológicas são muito extensas, mas isto antes de entender o objetivo do livro. O fato de o livro estar disponibilizado em várias plataformas (Kindle, Google, Epub etc) de forma gratuita, sendo passível também de ser solicitado ao autor, gratuitamente, reforça a ideia deste objetivo. Dentro da perspectiva de mostrar uma visão bastante crítica e inteligente, principalmente do Novo Testamento, o tamanho das discussões acaba se justificando, ainda mais que são bem elaboradas e trazem conceitos interessantes, não necessariamente defendendo qualquer segmento cristão seja católico, ortodoxo ou evangélico, mas simplesmente cristão.
 
A grande questão que o autor e a maioria dos adeptos da Bíblia esquecem é que as populações que foram influenciadas pelos ensinamentos bíblicos não correspondem em época alguma à totalidade da humanidade. Nos dias de hoje, por exemplo,o mundo judaico-cristão corresponde a menos de 25% da população mundial e se levarmos isto para a origem dos tempos, certamente no 4º século antes de cristo onde os cristãos imaginam que a criação tenha ocorrido e, principalmente, no ano 700 A.E.C. onde e se especula que os escritos bíblicos tenham sido escritos, este percentual era na realidade ainda bem menor.
 
Portanto, o Deus todo poderoso e onisciente não seria estúpido o suficiente para oferecer à sua lei a uma parcela infinitesimal da população mundial e deste modo tratarmos a Bíblia como a lei universal a ser oferecida a todos é, no mínimo,ingenuidade e prejudica a universalidade da maioria das discussões apresentadas pelo autor, sem no entanto destruir seu mérito.
 
O livro passa também a mensagem que a ciência, devido a corrupção da humanidade, entra por caminhos os quais deveria deixar quietos e termina de uma forma que, pelo menos para mim, não foi totalmente imprevisível.
 
Finalmente, é uma obra que vale a pena ler, inclusive ao final você tem a vontade de voltar em certos pontos da discussão, visto que durante a leitura é normal tendermos a ler com rapidez para ver a trama resolvida. Ouso afirmar, que se tivesse sido escrito em inglês teria uma projeção bem maior e poderia ser um fenômeno de marketing ou mesmo vendas, mas este não parece ser o objetivo do autor.
O FilhodoPecado.jpg

 

Trackback(0)
Comentarios (0)add
Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

security image
Escreva os caracteres mostrados


busy
 
< Anterior   Seguinte >

Recomendar a MPHP

Fala para um amigo Seu nome:

Seu e-mail:

E-mail do seu amigo: